ECO(ando)…

0
Um ano após a sua morte Umberto Eco continua a ser um dos autores mais lidos. Foi um pioneiro da semiótica, um teórico da linguagem e autor de vários ensaios filosóficos. Umberto Eco morreu em Fevereiro de 2016 mas a sua obra perdurará nos anais do tempo

image

“O Nome da Rosa” popularizou-o mas o escritor italiano deixou um espólio literário de peso. “O Pêndulo de Foucault”, “A Ilha do Dia Antes”, “Baudolino”, “Misteriosa Chama da Rainha Loana”, “O Cemitério de Praga” e o Número Zero” são obras com a sua assinatura. Mas, escreveu mais, textos e ensaios filosóficos que sempre predispuseram à discussão estudantes e outros amantes da literatura e não só. Para Eco a leitura “é uma actividade criativa e o leitor é um agente activo do texto” e, por isso escreveu até ao fim. O seu último livro, com o título Pape Satàn Aleppe, foi publicado após a sua morte.

images

Umberto Eco tinha 84 anos e era uma das mais relevantes figuras da cultura italiana dos últimos 50 anos. Perdeu a sua última batalha. Despediu~se da vida a 19 de Fevereiro de 2016. Não foi revelada a causa da morte, mas o intelectual e professor de Semiótica na Universidade de Bolonha sofria de um cancro há vários anos.

Os seus livros continuam a manter vivo o homem, o autor e o grande teórico da linguagem.

Texto: Isabel Vieira; Fotos:DR

0

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.